Satélite capta redemoinho no meio do oceano com mais de 144 km de largura

fonte: Jornal Ciência (Osmairo Valverde)

Um satélite da NASA forneceu imagens de um enorme redemoinho no fundo do mar. A massa de água em rotação – que mede inacreditáveis 144,6 km de largura – foi avistada na costa da África do Sul, por um satélite no dia 26 de dezembro de 2011, mas só agora a Agência Espacial Norte Americana liberou as imagens.

Apesar da assustadora imponência, a massa de água não é motivo de alerta internacional ou preocupação com os peixes da região. Na verdade, é mais provável que o redemoinho melhore a vida marinha por dispersar nutrientes, retirando alimento das profundezas e espalhando na superfície.

As tempestades do mar, mas conhecidos como vórtices, possuem formas bizarras de um turbilhão, formando-se em grandes profundidades. Este tipo de evento natural é chamado de Redemoinhos Agulha, e são considerados os maiores do mundo. A imagem foi capturada quando os satélites faziam um trabalho de varredura de rotina em nosso planeta.

About these ads

Um comentário sobre “Satélite capta redemoinho no meio do oceano com mais de 144 km de largura

  1. Pingback: Satélite capta redemoinho no meio do oceano com mais de 144 km de largura | geoprocessamento.org

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s