I Workshop de PSA Hídrico – CEIVAP da Bacia do Rio Paraíba do Sul

Em junho, divulgamos o novo projeto da Geoambiente para a AGEVAP (Agência da Bacia do Rio Paraíba do Sul) sobre PSA (Pagamento por Serviços Ambientais) com foco em Recursos Hídricos – PSA Hídrico.
O projeto envolve ações de conservação e restauração florestal em 13 municípios pertencentes à Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul, nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

worshop_agevap_5
No final de julho, foi realizado o I WORKSHOP das instituições executoras de PSA HÍDRICO – CEIVAP (Comitê de Integração da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul).

worshop_agevap_7

A equipe da Geoambiente neste projeto, representada por Maíra Dzedzej, Luciana Arasato e Dione Ribeiro, exibiu à AGEVAP, aos representantes de comitês de bacias e às instituições executoras a metodologia de gestão dos 9 projetos de PSA Hídrico e realizou a dinâmica de grupo para a troca de informações com os atores sociais.

worshop_agevap_6

worshop_agevap_8

Disney conta com o uso da API do Google Maps

Até mesmo o Bosque dos Cem Acres, da turma do Ursinho Puff (Disney), está contando com a API do Google Maps.

Clique na imagem para acessar o site

Para comemorar os 90 anos da primeira história publicada do Ursinho Puff, a Disney e a Spitfire Studio se uniram para criar um site que reforçasse a interação de pais e filhos em atividades conjuntas no ambiente virtual do Bosque dos Cem Acres. E para mostrar todo este ambiente, eles fizeram uso dos recursos da API do Google Maps.

Com a Google Maps Javascript API, por exemplo, é possível permitir a navegação, no mapa do bosque, com recursos de zoom e deslocamento. E ainda, associada à Weather API, a localização dos usuários é captada e diferentes tipos de atividades são sugeridos. Por exemplo, se você estiver acessando de um local em que o tempo esteja chuvoso, algumas sugestões de atividades para dias de chuva serão exibidas aos usuários.

No mapa do bosque é possível entrar dentro das casas dos personagens e, com o recurso Google Maps Street View, ver todos os detalhes com vários objetos clicáveis para acessar vídeos, atividades, conselhos e muito mais.

googlemaps_puff2
Clique na imagem para acessar o site

Os desenvolvedores não estão se limitando ao espaço do bosque apresentado hoje, mas às expansões deste espaço que poderão surgir ao longo do tempo, graças aos recursos da API do Google Maps.

Aproveite para entregar a melhor experiência possível ao público através de seu sistema ou app com o uso da API do Google Maps!
Fale com a Geoambiente: (12) 3878-6400/ negocios@geoambiente.com.br

Geoambiente na 1ª Semana de Planejamento Territorial

geoambiente_carina
Carina Rodrigues, Geógrafa da Geoambiente.

A Geoambiente, representada pela geógrafa Carina Rodrigues, foi convidada a participar da 1ª Semana de Planejamento Territorial, na UFABC (Universidade Federal do ABC), em São Bernardo do Campo.

Com o público formado por estudantes e professores da UFABC, além de outras instituições de ensino superior e prefeituras, o objetivo do evento foi apresentar e dialogar sobre as demandas e expectativas do mercado de trabalho, especialmente sobre planejamento territorial.

geoambiente_carina_UFABC
Vários projetos da Geoambiente foram apresentados durante o evento.

Carina apresentou a Geoambiente e alguns projetos com sistemas da plataforma Google, incluindo o sistema desenhado para a mineradora Anglo American Brasil, além de participar do debate com representantes dos segmentos públicos, privado e ONGs que trabalham com planejamento territorial.
geoambiente_UFABC

 

Geoambiente e o Dia do Meio Ambiente

DSC000025 de junho foi o Dia Mundial do Meio Ambiente, mas precisamos lembrá-los de que a preocupação e preservação do nosso meio ambiente devem ser diárias e contínuas.

Em nosso dia a dia, levamos com muita seriedade o esforço e o cuidado com o meio ambiente que aplicamos em nossos projetos.
Aproveite para conferir algumas imagens de nossa equipe em campo, em projetos ambientais.

GEOAMBIENTE em visita técnica para Projeto de Pagamento por Serviços Ambientais com foco em Recursos Hídricos – PSA Hídrico, para a AGEVAP

geoambiente_agevap
A AGEVAP, Agência da Bacia do Rio Paraíba do Sul, que engloba as bacias dos rios Jaguari, Paraibuna, Pirapetinga, Pomba, Muriaé, Una, Bananal, Piraí, Piabanha e Dois Rios, está implementando a política de pagamento por serviços ambientais. Para isso selecionou Projetos inovadores de Conservação e Restauração Florestal com o objetivo de melhorar a qualidade das águas da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul.

agevap_logoContratada pela AGEVAP, a GEOAMBIENTE inicia serviço de consultoria para acompanhamento, vistoria e análise técnica dos projetos de Pagamentos por Serviços Ambientais com foco em recursos hídricos – PSA Hídrico.

O serviço, com duração até 2018, envolve 7 instituições privadas e 2 prefeituras responsáveis pela execução dos ações de conservação e restauração florestal em 13 municípios, nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

São 9 projetos habilitados no programa PSA Hídrico que receberão visitas técnicas e acompanhamento, inclusive nas propriedades rurais onde estão ocorrendo as ações de restauração e conservação.

Maíra Dzedzej, Luciana Arasato e membros da AGEVAP em visita técnica.

O objetivo destas visitas técnicas é apoiar e acompanhar a evolução dos projetos, monitorar, avaliar, fiscalizar e validar todas as informações contidas nos relatórios e subprodutos apresentados pela instituição executora.

As atividades de acompanhamento, vistoria e análise técnica dos projetos habilitados no Programa de PSA Hídrico estão divididas em 4 etapas:

Etapa 1: Padronização dos projetos

Etapa 2: Análise e avaliação dos produtos apresentados pelos projetos

Etapa 3: Realização de visita técnica aos projetos de PSA Hídrico

Etapa 4: Elaboração de documento consolidado com as melhores práticas de PSA Hídrico

mapa_projeto_agevap

As etapas 1, 2 e 3 já estão em andamento.

Confira algumas fotos das visitas técnicas realizadas pela Engenheira Florestal Maíra Dzedzej e pela Bióloga Luciana Arasato, da GEOAMBIENTE.

GEOAMBIENTE fornecerá imagens de radar para o monitoramento da Amazônia

Com o intuito de estabelecer um monitoramento mensal das atividades de desmatamento no período de maior cobertura de nuvens utilizando imagens orbitais na Amazônia Legal, o Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia – CENSIPAM conduziu, através do Portal de Compras do Governo Federal, um processo licitatório para o fornecimento de imagens de satélite de Radar de Abertura Sintética (SAR), para um total de 6.287.000 (seis milhões, duzentos e oitenta e sete mil) Km².

A GEOAMBIENTE venceu esta licitação, e vai fornecer, em parceria com a Telespazio/eGeos, imagens de programação a serem coletadas em 2016 pela Constelação Cosmo-SkyMed, Banda X.

Esta iniciativa vai propiciar maior eficiência na observação dos desmatamentos, com a coleta sistemática de dados em curto espaço de tempo, maior cobertura de extensão territorial e redução de custos, se comparado ao imageamento com sensor SAR aerotransportado. A motivação para a contratação é a demanda anual do monitoramento da Amazônia no período de maior cobertura de nuvens (de outubro a abril), no que tange a observação da região denominada Arco do Desmatamento (parte dos Estados do Acre, Rondônia, Roraima, Amazonas, Mato Grosso, Tocantins, Pará e Maranhão), mais o Estado do Amapá. Esta necessidade está fundamentada sobretudo nas diretrizes do Gabinete de Gestão Integrada para a Proteção do Meio Ambiente (GGI-MA).

Embora o projeto tenha como foco justamente a área de concentração de desmatamento nos anos de 2011 a 2012, apresentada na figura a seguir, parte das imagens poderá ser solicitada para imageamento de áreas que tenham sido alvo de desastres naturais ou eventos extremos em qualquer parte do território nacional.

Imagem: Área de interesse do projeto compreendendo o Arco do desmatamento.
Imagem: Área de interesse do projeto compreendendo o Arco do desmatamento.

As imagens serão utilizadas pelo Centro Regional de Belém (CR/BE), pelo Centro Regional de Manaus (CR/MN), pelo Centro Regional de Porto Velho (CR/PV) e pelo Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (CCG/Brasília).

Segundo Izabel Cecarelli, Diretora Presidente da GEOAMBIENTE, trata-se de um contrato de grande importância sob o aspecto de avanço tecnológico no monitoramento de florestas naturais. A Geoambiente está muito satisfeita de contribuir com mais este projeto de grande relevância no cenário nacional e para o meio ambiente.

“Gostaria de agradecer ao CENSIPAM pela escolha. Telespazio (empresa Finmeccanica/Thales),  tem orgulho em poder contribuir junto a Geoambiente num projeto tão importante como o monitoramento do desmatamento da Amazônia, para o qual as características da constelação de satélites radar Cosmo SkyMed são particularmente idôneas e eficazes”, afirma Marzio Laurenti, Presidente da Telespazio Brasil.

A Geoambiente é pioneira em Sensoriamento Remoto no Brasil. Atua no mercado há mais de 20 anos, oferecendo soluções em Geotecnologia com alto padrão tecnológico no uso de Sensoriamento Remoto, Banco de Dados e Sistemas de Informações Geográficas. A Geoambiente também é revendedora oficial de Google Maps para empresas e governo.

GOOGLE premia GEOAMBIENTE – MAIOR IMPACTO DE NEGÓCIOS 2015

premio_google
(esq. para dir.) Manik Darh (Diretor Global de Vendas Google Maps), Felipe Del Nero (Diretor Comercial Geoambiente) e Jay Remley (Diretor e Head of Sales – Américas, Google Maps for Work)

Durante a conferência TeamWork 2016 do Google, em Las Vegas, a GEOAMBIENTE marcou presença com Felipe Del Nero (Diretor Comercial) e Joyce Tosetto (Gerente de Projetos GIS TI) e foi premiada como a PARCEIRA GOOGLE LATAM que gerou MAIOR IMPACTO DE NEGÓCIOS em 2015!

O sucesso no processo de migração Google Maps Engine nos projetos e a excelente performance na geração de negócios Google Maps, na América Latina, fizeram a GEOAMBIENTE receber o prêmio direto das mãos de Jay Remley, Diretor Global de Vendas Google Maps, e de Manik Darh, Diretor e Head of Sales – Américas, Google Maps for Work.