Projeto de MDL que reutiliza resíduos de madeira no Pará é aprovado pela ONU.

 

Resíduos de madeira em Paragominas / Enerbio.

por CIFlorestas

A ONU aprovou em janeiro sob o Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL) um projeto em Paragominas (PA) que reduzirá emissões de gases do efeito estufa ao evitar a liberação de metano dos resíduos que seriam depositados nos pátios das serrarias da região ao utilizá-los para a geração de energia.

O projeto é formado por uma usina termelétrica (UTE) alimentada por resíduos de madeira que começará a ser construída nesse ano e entrará em operação em 2012. A UTE pertencerá a Uaná Energias Renováveis, empresa do grupo pernambucano Federal Petróleo.

O projeto de MDL foi desenvolvido pela Enerbio Consultoria que é também responsável pela comercialização dos créditos de carbono.

Para atingir a sua capacidade média de geração de energia, o Projeto Paragominas consumirá cerca de 86.400 toneladas de resíduos de madeira por ano, que serão fornecidos por serrarias e empresas do pólo de produção de móveis da região. Um dos pré-requisitos é que esses produtores tenham suas licenças ambientais regulares.

Todos os possíveis destinos que vêm sendo dados aos resíduos provenientes das serrarias do município de Paragominas apresentam grande potencial agressor ao meio ambiente e à saúde da população local.

A poluição presente na cidade expõe a comunidade local a uma série de doenças, como IRA (Infecção Respiratória Aguda), alergias, asma, irritação no globo ocular, dentre outras.

Além disso, a falta de uma destinação adequada aos resíduos proporcionou o surgimento de várias carvoarias e caieiras como o objetivo da produção de carvão. A operação desses tipos de empreendimentos sem as condições necessárias e suficientes de segurança e de proteção ambiental expõe a população a riscos diversos. São muitos os casos de queimaduras e até mutilamentos, principalmente de crianças, devido a acidentes decorrentes do contato involuntário com resíduos em combustão.

A implantação do Projeto Paragominas proporcionará uma nova alternativa de destino aos resíduos das serrarias da região e poderá até resolver parte dos problemas decorrentes do não-gerenciamento dos resíduos.

“O projeto Paragominas tem como objetivo principal solucionar o problema ambiental e social proveniente do mau gerenciamento de resíduos de madeira das atividades das serrarias da cidade de Paragominas e, além disso, atender à crescente demanda de energia no Brasil, fornecendo energia limpa e renovável, contribuindo, assim, para a sustentabilidade ambiental, social e econômica do país”, explicou Eduardo Baltar, diretor da Enerbio Consultoria.

About these ads

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s